"Out-of-office reply"

Tim Herrera, editor da sessão "Smarter Living" do New York Times publicou uma bela newsletter sobre o que escrever em seu "out-of-office reply", mensagem automática que seus interlocutores recebem quando lhe mandam e-mails durante suas férias.

Herrera cita um texto sobre o tema, "The art of out-of-office reply", de Emily Gould, publicado no próprio NYT há dois anos. A matéria trata do difícil equilíbrio entre deixar claro que você está de férias e mostrar que você é um profissional responsável.

"Por um lado, gostaríamos de nos retirar totalmente do escritório e libertar nossas mentes para vagar", afirma Herrera. "Mas, com isso, às vezes vem uma sensação persistente de medo, à medida que nossa caixa de entrada se enche de mensagens não lidas de colegas: se estou muito indisponível, eu vou ser... esquecido? As pessoas vão achar que eu não sou confiável?"

De acordo com um estudo deste ano do grupo de defesa do tempo livre Project: Time Of, quase um quarto das pessoas, nos Estados Unidos, dizem que a culpa as desencoraja de tirar um tempo de folga, e 43% afirmam que a montanha de trabalho que elas teriam ao voltar as desanima. Mesmo quando tiram férias, ter telefones por perto está inibindo a capacidade dos profissionais de relaxar e recarregar as energias. A mera presença de um celular "reduz a capacidade cognitiva disponível", de acordo com um estudo publicado em abril no Journal of The Association For Consumer Research.

Para quem quer enfatizar o profissionalismo no out-of-office reply, Herrera sugere uma formulação como esta: "Estou fora do escritório. Isto provavelmente significa que vou ver e responder seu e-mail (porque, vamos ser realistas, estamos em 2017), mas talvez eu seja mais lento que o normal." Um outro modelo serve para quem quer realmente se desconectar e não pedir desculpas - o que é aconselhável tanto para melhorar o desempenho no trabalho como a satisfação com a vida. "Estou em férias no momento e não aceitando nenhum e-mail sobre nada" e/ou "Não estou planejando ler nenhum e-mail antigo quando voltar, porque isso parece a antítese da experiência de férias". Ousado, sem dúvida, mas transmite o recado com precisão.