Bem-estar e produtividade

Por que bem-estar tem tudo a ver com produtividade? Wanda Krause, consultora e professora de liderança, responde em um artigo para o Thrive Global de Arianna Huffington. Curiosamente ela começa por um ponto que abordo em Rotinas Criativas. "Os países com desempenho mais alto [em produtividade] têm os dias de trabalho mais curtos", escreve Wanda. Sete países no topo do ranking dos maiores PIBs do mundo estão entre aqueles que têm as menores jornadas de trabalho: Luxemburgo, Noruega, Suíça, Holanda, Alemanha, Dinamarca e Suécia. "Ainda vivemos em uma cultura de vangloriar-se sobre quão duro trabalhamos e quão pouco dormimos para trabalhar", nota ela. Mas trabalho em excesso está correlacionado a desempenho inferior, enquanto bem-estar tem tudo a ver com produtividade.

Sono, também para Wanda, é um ponto importante. "Existem inúmeros estudos que mostram o impacto do sono adequado durante um período de tempo no desempenho físico", nota ela. O mesmo vale para desempenho mental, como explica o CEO da Amazon, Jeff Bezzos: "Acertar um pequeno número de decisões-chave é mais importante do que tomar um grande número de decisões. Se você encurtar o seu sono, pode obter um par de horas extras 'produtivas', mas essa produtividade pode ser uma ilusão. Quando você está falando sobre decisões e interações, qualidade é geralmente mais importante que quantidade".

Outros componentes do bem-estar vão de propósito a exercícios físicos. "E há uma dimensão crítica para a produtividade - a criatividade", escreve Wanda. Ninguém é criativo por trabalhar muitas horas. Em vez disso, é preciso abrir espaços para que o cérebro possa vagar e para que a pessoa possa refletir. Benjamin Hardy, um psicólogo organizacional que também escreve no Thrive, nota: "O que você faz fora do trabalho é tão importante para a sua produtividade quanto o que você faz no trabalho".

Então, pergunta Wanda, como garantir que a abordagem centrada no bem-estar esteja alinhada com metas de desempenho no trabalho? "Uma forma-chave é criar uma compreensão compartilhada dos benefícios do bem-estar, não só para a própria vida, mas para o aprimoramento daqueles com quem você compartilha a vida, sua equipe e o bem de toda a organização.